Descubra em 10 passos como fazer um briefing perfeito!

Descubra em 10 passos como fazer um briefing perfeito!

O briefing nada mais é do que um resumo e um documento que indica a criação de qualquer trabalho que a agência deve produzir. Somente com a anotação de todas as informações é possível que os envolvidos estejam em sintonia para a produção do material. Se você ainda tem dúvidas de como fazer um briefing perfeito, continue lendo!

Existem alguns tipos de briefing para cada área de atuação de uma agência, alguns deles são os briefings de criação, conteúdo, planejamento, mídia, produção, entre outros. Esse documento é o principal registro de ideias iniciais. Então, é essencial que ele seja claro, detalhado e objetivo. Para chegar a um ótimo resultado, é preciso seguir algumas etapas importantes na criação de um briefing.

Abaixo você confere alguns passos importantes e entende um pouco mais como fazer um briefing perfeito:

1 – Histórico da empresa

Quando se trata de um briefing inicial para planejamento, por exemplo, é importante que se forneça informações relevantes da empresa. Como: a quanto tempo a empresa está no mercado; principal área de atuação; principais serviços e diferenciais; fundação dos sócios; missão e valores da empresa; se já utilizou a área de comunicação na mesma. No entanto, não prolongue muito os fatos passando por cada ano desde a criação da empresa.

2 – Público-alvo

Em todo briefing é importante que se identifique qual é o grupo de consumidores com características em comum que a empresa identifica no mercado e para quem direciona suas estratégias e campanhas. Também pode ser chamado de Target (em inglês). Sua definição começa com a segmentação de mercado, tais como:

  • Idade.
  • Sexo.
  • Formação educacional.
  • Poder aquisitivo.
  • Classe social.
  • Localização.
  • Hábitos de consumo
  • Pesquisa de mercado e referências

3 – Pesquisa de mercado e referências

Uma das dicas importantes de como fazer um briefing perfeito é não deixar de realizar a coleta de informações junto ao consumidor, concorrente ou fornecedor para orientar a tomada de decisões ou solucionar problemas.

A pesquisa de mercado tem o objetivo de orientar o empreendedor nas estratégias que serão tomadas. Porém, a informação por si só não leva à decisão nem ao sucesso do negócio: é preciso escolher um caminho de ações que ajude a identificar problemas e oportunidades e que indique possíveis riscos.

Para detalhes, peça um feedback e sugestões da equipe comercial e representantes. São eles que estão perto dos consumidores finais e que podem te ajudar.

Leia também: Como campanhas de branding impactam nas suas conversões

4 – Concorrência: Direta ou Indireta

A concorrência é composta por todas as empresas que diretamente ou indiretamente atendem às mesmas e/ou semelhantes necessidades do mesmo público-alvo que o seu. Para ser considerada concorrente direto, uma empresa precisa possuir produtos e serviços que atendam necessidades iguais às que os seus produtos ou serviços pretendem atender; já a concorrência indireta, pode ser apenas produtos ou serviços
semelhantes aos seus.

Para identificar os concorrentes, é necessário realizar uma pesquisa de mercado

5 – Benchmarketing – Marcas e empresas inspiradoras

É um processo de estudo de concorrência, podendo ser uma análise profunda das melhores práticas usadas por empresas de um mesmo ou diferente setor que o seu e que podem ser replicadas no seu empreendimento.

Entre seus benefícios estão a redução de custos, aumento na produtividade e ampliação na margem de lucro.

6 – Informações estratégicas

Sistema de informações estratégicas (SIE) é o processo de obtenção de dados do ambiente empresarial, sua transformação em informações, bem como sua interação com as informações internas da empresa, consolidando uma estrutura decisória estratégica que sustente o direcionamento da empresa para resultados.

São as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças que as empresas podem enfrentar, canais de vendas, estratégias de lançamentos e todos os detalhes fornecidos para determinada campanha e/ou ação.

7 – Detalhamento da comunicação

Como o próprio nome já diz, são os detalhes de comunicação de cada empresa, campanha e/ou ação. Quais as frentes de comunicação e iniciativas que a empresa utiliza, ex: cartão de visita, folder, outdoor, redes sociais, digital. Algo bem detalhado e especifico para ajudar nas particularidades do que ela faz e/ou pretende fazer.

Por exemplo: uma empresa que contrata um pacote de redes sociais, precisa fornecer seu manual de marca e qualquer elemento gráfico que já possua para que seja construída a Identidade Visual das Redes Sociais. O mesmo ocorre na importância de envio de qualquer outra ação de Marketing On ou Offline para a compreensão de palavras-chaves essenciais que devam aparecer nos posts de redes sociais.

Leia também: Design Thinking no Marketing Digital: como isso revoluciona tudo

8 – Objetivos

O termo objetivo diz respeito a algo em que se quer atingir. Nesse sentido, é sinônimo de “alvo definido em metas”. A definição clara de objetivos é de extrema importância em várias áreas de atuação humana, orientando a ação dos indivíduos.

O ponto principal de como definir metas e objetivos ao escrever seu briefing é saber onde se quer chegar. Também temos que analisar onde não gostaríamos de estar e, então, evitar esses caminhos. É preciso pensar no que já conquistamos e o que devemos ou não fazer, ser especifico no que deseja.

Um exemplo prático é ao solicitar uma campanha de anúncios de branding. É sempre importante compreender qual percepção de público você quer construir e o que não se pode fazer para conquista-la. Caso já tenha algum histórico, sempre o resgate para destacar o que foi positivo ou negativo.

Leia também: O papel do design na comunicação em tempos de coronavírus

9- Orçamento

É o valor disponível para planejar e calcular os ganhos, despesas e investimentos que a empresa terá em um período futuro sobre determinada campanha e/ou ação, também conhecido como Budget.

10 – Prazo e cronograma

O cronograma é utilizado para detalhar os processos e tarefas de um projeto com prazos de execução e conclusão.

É o conjunto de processos necessários para garantir a quantidade de tempo que será investido para a realização de um trabalho ou projeto, para que seja entregue no prazo final. Serve para auxiliar no gerenciamento e controle deste trabalho, permitindo de forma rápida a visualização do seu andamento.

Todas as tarefas recebem um prazo, esse prazo serve para indicar a data de execução e conclusão das tarefas. É essencial sempre ter claro com o cliente quais as expectativas dele com os prazos, entregas e cronogramas da agencia.

E por último, mas não menos importantes, é ter o alinhamento de expectativas bem definido com o cliente: o que ele espera da agência, dos trabalhos e do resultado, para que todos se esforcem ao máximo para atingirem seus objetivos.

Leia também: Sua empresa é o Burger King ou McDonald’s no marketing digital? Descubra aqui

Por isso, o briefing é uma ferramenta indispensável para que se chegue a termos claros e que o resultado de um projeto seja satisfatório. Economizando tempo de todo um processo.

O briefing não é uma receita, você pode excluir ou incluir tópicos que acha importante. Afinal, cada um sabe a melhor forma de passar o objetivo da campanha ou marca para sua equipe. Os briefings de planejamento, normalmente incluem uma grande quantidade de informações. Com o tempo, os briefings vão diminuindo, mas é sempre importante ter em mente os tópicos acima para manter a excelência de entregas e conformidade de expectativas.

Se você gostou desse texto, compartilhe com os seus colegas de profissão e espalhe essa consciência sobre a importância de como fazer um briefing perfeito. Até mais!

Beatriz Garcia
Assistente de Atendimento

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn