5 estratégias de Marketing para enfrentar o Coronavírus e os possíveis cenários

5 estratégias de Marketing para enfrentar o Coronavírus e os possíveis cenários

O Coronavírus (Covid-19) é um problema real e afeta o mundo todo com consequências sem precedentes. As maiores economias correm para socorrer empresas, empregos e o sistema de saúde, na tentativa de evitar um colapso. Profissionais de Marketing estão preocupados em encontrar saídas para minimizar os impactos do Coronavírus nas estratégias de Marketing e como reagir de forma adequada à crise.

Reunimos neste artigo 5 passos para você atravessar a pandemia e como agir após a crise (que irá passar, mais cedo ou mais tarde):

1. Trabalhe de forma inteligente para manter sua base de clientes;

2. Fique mais visível para o seu público-alvo;

3. Concentre-se em gerar conversões;

4. Medir, medir e medir;

5. Testar, aprender e testar.

5 estratégias para um plano de Marketing Digital eficiente no enfrentamento da crise do Coronavírus

As empresas estão mais atentas aos seus orçamentos de Marketing nesse momento, buscando fazer cortes e se adaptar à demanda atual. Mas é importante ter em mente que cortes de Marketing no curto prazo trazem consequências no longo prazo. Manter a visibilidade nesse momento é fundamental para manter receitas futuras.

Os seus clientes também estão buscando cortar gastos – mas ainda estão comprando e vão continuar. E eles vão escolher comprar os produtos certos das empresas confiáveis – mais do que nunca.

Veja abaixo o passo a passo de como sua empresa pode enfrentar a crise provocada pelo Coronavírus e como o Marketing Digital pode ser um aliado nesse momento.

1. Trabalhe de forma inteligente para manter sua base de clientes

Não ser visto significa não ser lembrado, certo? Dessa forma, você precisa manter contato com seus clientes ou corre o risco de perdê-los. É sempre mais barato reter um cliente do que conquistar um novo. Por isso, veja algumas táticas que você pode utilizar para manter seus clientes na crise do Coronavírus:

Automação de Marketing: as automações podem ser aliadas nesse momento. Mas não estamos falando de e-mails sem contexto ou spam. Você precisa enviar mensagens personalizadas para os clientes que querem saber sobre você. Fazer isso de forma rotineira e automatizada irá liberar seus profissionais para trabalhar em ações mais complexas e criativas, o que fará seu ROI aumentar.

Produção de conteúdo: especialmente durante a quarentena, as pessoas precisam ser entretidas e informadas. O tempo gasto nas redes sociais cresceu 22% (27% entre a geração Z, 30% entre Millennials, 29% entre a geração X e 15% entre Boomers). Após a crise do Coronavírus suas ações nas redes sociais devem continuar. Compartilhe as inovações que você está fazendo para diferenciar sua oferta dos concorrentes e promova notícias positivas, como prêmios que recebeu e boas ações, por exemplo.

Se torne mais social: isso significa usar seus clientes engajados nas redes para gerar mais vendas. Crie públicos personalizadas de quem visitou seu site, abandonou carrinho, te seguiu nas redes, curtiu seus posts e crie campanhas para esses públicos. Priorize quem já te conhece!

Leia também: 4 dicas para aumentar a satisfação dos seus clientes e vender mais

2. Fique mais visível para o seu público-alvo

Nesse momento você deve investir na visibilidade da sua marca, a tornando fácil de encontrar e fazendo seu público entender que você é capaz se entregar seus produtos e serviços nesse cenário.

Estar visível faz vender: sabemos que ser familiar faz vender. Por isso, estar visível nesse cenário fará que você tenha mais chances de vender do que o concorrente que ‘sumiu’. O momento é de explorar táticas de baixo custo, mas que te manterão visível e relevante. Pode parecer imprudente, mas manter um orçamento para anúncios nesse momento é fundamental. Isso garantirá seu sucesso no longo prazo. Não corte todos os seus investimentos em publicidade.

Atualize seus conteúdos: você tem um blog? Agora é hora de atualizar tudo e se manter relevante nas buscas orgânicas. Investir em otimizações de SEO durante o Coronavírus é uma estratégia barata – principalmente aproveitando o que você já tem publicado. Otimize e publique!

O que as pessoas estão falando de você? Como a sua marca vai se portar durante a pandemia vai melhorar ou piorar a sua reputação. Nessa hora é preciso agir com cautela e dando bons exemplos, garantindo que as pessoas falem bem de você. Cuidado para não parecer estar se aproveitando da situação ou lucrando com ela.

3. Concentre-se em gerar conversões

5 estratégias de Marketing para enfrentar o Coronavírus e os possíveis cenários

Em um momento de cortes de gastos, seus esforços de publicidade devem ser focados em visibilidade e conversões. São as conversões que no curto prazo vão garantir receita. Por isso, concentre-se nas otimizações das suas campanhas.

Use depoimentos e boas notícias sobre sua empresa: reveja seus anúncios, dando prioridade para cases de sucesso e depoimentos de clientes. Mais do que nunca, as pessoas vão investir seu dinheiro apenas no que é essencial e certeiro. Mostre que sua empresa é a melhor opção.

Experiência do cliente em 1º lugar: revise seu site. Veja se a velocidade de carregamento é menor do que 3 segundos em dispositivos móveis, se ele não tem bugs e se há ajustes para melhorar as conversões. Faça tudo o que for necessário para deixá-lo otimizado para conversões. Nesse momento, você não pode perder vendas ou leads por problemas no site.

Invista em inteligência artificial: sua empresa precisa aproveitar o que a inteligência artificial tem a oferecer no enfrentamento do Coronavírus. Usar os desenvolvimentos atuais em IA reduzirá seu custo por aquisição de novos clientes, garantindo que você esteja enviando a mensagem certa para a pessoa certa e no momento certo, reduzindo o desperdício.

Otimize suas campanhas à exaustão: conforme falamos anteriormente, priorize sua verba com clientes e audiência engajadas. Eles estão mais propensos a comprar de você. Além disso, lembre-se de ser encontrado: cortar investimentos em links patrocinados pode ser uma péssima ideia nesse momento. Com a demanda reduzindo, você precisa garantir ser encontrado pelas pessoas dispostas a comprar. Anúncios no Google são uma das melhores estratégias nesse momento, já que vão te trazer consumidores com intenção de compra clara.

Leia também: 8 dicas para otimizar campanhas no Google ADS com pequenos orçamentos

Leia também: 10 dicas de como otimizar campanhas no Facebook ADS e vender mais

4. Medir, medir e medir

5 estratégias de Marketing para enfrentar o Coronavírus e os possíveis cenários

O que não se mede, não pode ser gerenciado, certo? Por isso, medir é essencial (mais do que nunca). Profissionais de Marketing preocupados com a crise provocada pelo Covid-19 não podem negligenciar o poder das métricas.

E medir aqui trata-se de ROI, ROAS, CAC e outros KPIs que vão indicar o que tem dado certo e o que não tem sido lucrativo. O momento é de ser pragmático.

Configure seu Google Analytics corretamente: se você ainda não tem metas de conversão configuradas no Google Analytics, faça isso imediatamente. Se você já tem tudo configurado, revise. Confira se está tudo funcionando e aproveite os dados para planejar ações.

Mensure seu ROI corretamente: comece a calcular o ROI por canal, campanha e até anúncio. Agora é a hora de cortar o que não está dando resultado e priorizar o que traz receita.

Leia também: CAC: como essa métrica pode determinar o destino da sua empresa

5. Testar, aprender e testar

Por fim, infelizmente, tenho que dizer: não há uma receita de bolo para enfrentar a crise do Coronavírus pelas empresas.

Por isso: teste, aprenda e teste. Não há como fugir desse ciclo.

As experiências devem ser rápidas, baratas e fáceis de executar. Se funcionar, replique! Se não funcionar, tire do ar e crie uma nova estratégia. Seja rápido e implacável. Você testou algo, aprendeu com ele, siga em frente e teste algo novo na sequência.

Bônus: como o Coronavírus deve afetar o mercado de Marketing e publicidade

5 estratégias de Marketing para enfrentar o Coronavírus e os possíveis cenários

Em locais como no Reino Unido, na segunda semana de março, já houve corte de 10% nos investimento de publicidade em televisão. Esses cortes devem se acentuar nas próximas semanas. Os veículos offline devem ser os mais afetados.

Porém, não apenas o offline deve sofrer os impactos da crise. Na China, onde havia projeção de crescimento de mais de 6% nos investimentos de anúncios online, a projeção agora é de 3%.

O que tem sido visto ao redor do mundo é uma corrida das marcas para levarem suas vendas para o online e, por isso, os cortes de investimentos em Marketing Digital devem ser menos sentidos. Além disso, com o aumento no tempo gasto online, a produção de conteúdo pelas marcas deve ser intensificada.

Para quem tem e-commerce há uma luz no fim do túnel: 50% dos chineses e 31% dos italianos declaram que, durante a quarentena, têm comprado em lojas virtuais com maior frequência (dados do Ipsos MORI).

Outros países, como Vietnã, Índia e Rússia também estão vendo seus consumidores indo para o comércio eletrônico durante a crise do Coronavírus, com aumento de 57%, 55% e 27%, respectivamente.

Além disso, por todo o mundo, aplicativos de alimentação estão batendo recordes de downloads, assim como há grande aumento no consumo de streaming (como Netflix) e videogames.

A RUNNINGDIGITAL pode te ajudar a atravessar a crise do Coronavírus

Nossa agência tem trabalhado de plantão desde que a crise do Coronavírus se agravou no Brasil. Se sua empresa precisa de ajuda para traçar estratégias nesse momento, entre em contato conosco clicando aqui. Estamos dando suporte e compartilhando nosso conhecimento.

5 estratégias de Marketing para enfrentar o Coronavírus e os possíveis cenários

Josafá Rohde
CEO RUNNINGDIGITAL

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *